História

O Centro Social Paroquial São Tomás de Aquino surgiu como um ato de solidariedade com os pobres e carenciados da paróquia que, na reflexão da oração que o Senhor nos ensinou e que todos os dias nos convida a manifestar a nossa preocupação junto do Pai, pedindo o alimento necessário à nossa subsistência - «O pão nosso de cada dia nos dai hoje» - foi criando disponibilidades para a dedicação aos outros. Primeiro, através de pequenos núcleos denominados «Grupos de Partilha», que se reuniam junto da mesa da Palavra e do Pão para, seguidamente, partilharem junto das pessoas que viviam em bairros pobres determinados bens de primeira necessidade e darem testemunho do rosto visível da caridade da Igreja. Depois, através de uma estrutura que tomou a forma atual de Instituição Particular de Solidariedade Social.

Inaugurado em 27 de Janeiro de 1991, o Centro Social São Tomás de Aquino, através de acordos de cooperação, de início com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e atualmente com o Instituto da Segurança Social de Lisboa, animado do espírito de solidariedade humana, cristã e social, promove junto dos idosos da paróquia diversos serviços ao domicílio (serviço de apoio domiciliário) e diversas atividades sociais, culturais e recreativas nas instalações do próprio Centro (Centro de Dia e Centro de Convívio).

Porque ainda se constatam situações de manifesto abandono e de alguma pobreza, sobretudo junto do setor mais desprotegido dos residentes da Paróquia – os idosos, é indispensável continuar a animar e sensibilizar os paroquianos para que se preocupem com aqueles que se encontram numa posição mais desfavorecida, no sentido de poderem contribuir para uma melhoria da condição de vida daqueles membros da comunidade.